domingo, 22 de outubro de 2017

O petróleo e seus derivados

Petróleo e seus derivados
O nome petróleo significa óleo da pedra, porque o petróleo é encontrado entre os poros de determinadas rochas sedimentares no subsolo.
O petróleo é um produto da decomposição lenta de pequenos seres marítimos, animais e vegetais, soterrados há no mínimo 10 milhões de anos, que sofreram no decorrer desse tempo a ação de bactérias, do calor e da pressão.


Trata-se quimicamente de uma mistura muito complexa de compostos orgânicos, principalmente hidrocarbonetos, associada a pequenas quantidades de oxigênio, enxofre e nitrogênio.

Normalmente em uma jazida petrolífera também se encontram água salgada e uma mistura gasosa contendo principalmente metano.

Quando o local onde se encontra a jazida petrolífera é perfurado. A pressão dos gases faz com que o petróleo jorre para fora. Ao reduzir-se a pressão, ele para de jorrar e tem de ser bombeado. Assim obtém-se o petróleo bruto.

Leia também:

Devido às impurezas que contém, o petróleo bruto é submetido a dois processos mecânicos de purificação:

1) Decantação, para separar a água salgada, o petróleo é menos denso que água.
2) Filtração, para separar impurezas sólidas como a areia e argila.

Feito isso tem-se o petróleo cru, pronto para o refino.

Plataforma de petróleo

A refinação do petróleo é a separação de uma mistura complexa de hidrocarbonetos em misturas mais simples, com um número menor de componentes, as quais se denominam frações do petróleo. Essa separação é feita através de destilação fracionada, que se baseia nas diferentes faixas de pontos de ebulição de cada fração.

Leia também:

Observe no quadro a seguir as principais frações do petróleo, ou seja, seus derivados:

Frações /
Derivados
Composição Aproximada de Carbonos
Ponto de Ebulição em °C

Aplicações Principais

Gás natural

1 a 2

- 162 a -75
Combustíveis e síntese de compostos orgânicos.

Gás liquefeito do petróleo

3 a 4

- 42 a 20
Combustível (gás de cozinha) e síntese de compostos orgânicos.



Éter de petróleo



5 a 6



20 a 60
Solventes e lavagens a seco (o nome éter vem da grande volatilidade desses hidrocarbonetos).

Benzina

7 a 8


60 a 90
Solvente de compostos orgânicos

Nafta

8 a 9

90 a 120
Solventes e matéria-prima na indústria petroquímica.

Gasolina

6 a 10

40 a 200
Combustível de motores a explosão.

Querosene

10 a 16

150 a 300
Iluminação, combustível doméstico e de avião.

Óleo diesel

15 a 18

250 a 350
Combustível de ônibus, caminhão e caldeiras.

Óleo lubrificante

16 a 20

300 a 400
Lubrificantes de máquinas e motores em geral.

Os intervalos de temperatura e a composição de cada fração variam como tipo de petróleo. Os compostos que possuem mais de 20 carbonos são denominados resíduos do petróleo, possuem cadeias muito longas e a energia necessária para que entrem em ebulição é tão grande que suas ligações acabam se rompendo antes que isso ocorra.

Leia também:

Petróleo e seus derivados

Nesta faixa encontra-se também algumas frações importantes:

Parafinas: usada na fabricação de velas, na indústria de alimentos, em impermeabilizações e na produção de detergentes biodegradáveis.

Vaselina: usada como lubrificante, impermeabilizante, fabricação de cosméticos e pomadas.

Asfalto: usado em pavimentação de vias e estradas, vedação de paredes e encanamentos.

Peche: usado em pavimentação e pintura de cascos de navios.

Espero ter contribuído para sua pesquisa e aprendizado!
Um mol de abraços, e volte sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@ Para dúvidas e/ou sugestões envie-nos um e-mail;
@ Divulgue seu blog no Educadores Multiplicadores
@ Seus comentários são reagentes para as nossas postagens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...