sexta-feira, 31 de março de 2017

17 elementos químicos necessários para o desenvolvimento dos vegetais

17 elementos químicos necessários para o desenvolvimento dos vegetais
Uma lavoura é como laboratório de Química em franca produção. Afinal, os vegetais são constituídos de substâncias formadas por átomos de vários elementos químicos retirados do solo. Os átomos desses elementos são indispensáveis para o desenvolvimento e o crescimento dos vegetais. Poe essa razão, é fundamental conhecer a função e a disponibilidade desses elementos químicos em ralação aos vegetais a fim de ter condições de interferir de maneira positiva no desenvolvimento de novas tecnologias que venham aumentar a produtividade e melhorar a qualidade da lavoura.


Existem 17 elementos químicos cujos átomos são considerados essenciais para o crescimento dos vegetais. Eles constituem os tecidos dos vegetais e são classificados em macronutrientes e micronutrientes, sendo os primeiros consumidos pelos vegetais em larga escala e os segundos em pequenas quantidades. Os átomos de carbono (C), de hidrogênio (H) e de oxigênio, O, constituem a maior parte dos tecidos vivos e são obtidos por meio do gás carbônico, CO2, e da água absorvidos pelos vegetais.

Veja abaixo, quais são os outros elementos químicos e a função dos átomos e suas substâncias nos vegetais:

17 elementos químicos necessários para o desenvolvimento dos vegetais

Macronutrientes

Cálcio (Ca) – Base da nutrição vegetal, fortalece as raízes e as paredes das cédulas. Mantém o equilíbrio químico, deixando passar para o interior da planta somente íons e moléculas necessários.

Nitrogênio (N) – O mais importante dos nutrientes das plantas: contribui para sua formação como um dos constituintes das proteínas. Essencial para a utilização do carboidrato, estimula o crescimento e o desenvolvimento das raízes.

Fósforo (P) – Importante na formação das raízes, das flores e dos frutos.

Potássio (K) – Estimulante de diversas enzimas fundamentais nos vegetais. Auxilia a captação de água pelas células da raiz. Essencial na fotossíntese, aumenta a resistência da planta a pragas e doenças.

Magnésio (Mg) – Constituinte da clorofila.

Enxofre (S) – Essencial para o crescimento das plantas, desempenha papel específico no seu metabolismo.


Micronutrientes

Ferro (Fe) – Um dos constituintes da proteína ferredoxina, que participas da fixação do nitrogênio, é também importante na formação da clorofila.

Manganês (Mn) – Ativa enzimas importantes da fotossíntese, no metabolismo e na assimilação do nitrogênio. Acelera a germinação.

Boro (B) – Ativa enzimas responsáveis pelo transporte de açucares e pela síntese de ácidos nucleicos e hormônios vegetais, permitindo a divisão das células e o desenvolvimento das plantas. Sua deficiência causa má-formação dos grãos.

Molibdênio (Mo) – Presente em enzimas, é essencial para a assimilação e a fixação do nitrogênio.

Cobre (Cu) – Existente em várias enzimas importantes para a fotossíntese e para o metabolismo das proteínas e dos carboidratos.

Zinco (Zn) – Presente em diversa enzimas, promove a formação de hormônios e do amido, além de possibilitar a produção e a maturação das sementes.

Cloro (Cl) – Existente na clorofila, é de vital importância para o desenvolvimento das plantas.

Cobalto (Co) – Essencial para a fixação do nitrogênio; é um dos constituintes da vitamina B12.


Conhecendo a função de cada elemento na nutrição vegetal, visto acima, podemos determinar as necessidades nutricionais de cada cultura.

Amigo leitor, esperamos ter contribuído para com a sua pesquisa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@ Para dúvidas e/ou sugestões envie-nos um e-mail;
@ Divulgue seu blog no Educadores Multiplicadores
@ Seus comentários são reagentes para as nossas postagens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...