sábado, 25 de fevereiro de 2017

O ácido acetilsalicílico encontrado na Aspirina pode causar a Síndrome de Reye

Aspirina contém o ácido acetilsalicílico
Olá, caro leitor! Calma, você não está em um blog de biologia nem de medicina.
A razão do tema desta postagem é que eu acompanho o aprendizado de alguns alunos com deficiência visual e resolvi pesquisar sobre o tema e descobri que os cientistas acreditam que as causas da Síndrome de Reye estão ligadas diretamente ao ácido acetilsalicílico. Devido a isso, o rótulo de alguns antiácidos quem contêm ácido acetilsalicílico na composição trazem a advertência: “crianças ou adolescentes com sintomas de catapora ou de gripe devem consultar o médico sobre a Síndrome de Reye antes de utilizar o medicamento”.


A síndrome de Reye é uma encefalopatia (cegueira causada por uma doença do nervo óptico da retina, sem lesão aparente do olho) associada a epidemias do vírus influenza B (vírus da gripe), casos esporádicos de influenza A e catapora (ou varicela). Em geral, a encefalopatia desenvolve-se após cerca de 4 a 7 dias do início da virosa, com vômitos, perturbação da consciência caracterizada por obscurecimento e lentidão do pensamento, podendo chegar ao coma. Estudos epidemiológicos demonstraram associações estatísticas entre a ingestão de ácido acetilsalicílico (principal componente da aspirina e também presente em alguns antiácidos) e o desenvolvimento da Síndrome de Reye.

Assista ao vídeo! Ele está em espanhol, mas prestando bastante atenção dá para compreender o que diz o médico sobre esta Síndrome.


Um mol de abraço a você, amigo leitor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@ Para dúvidas e/ou sugestões envie-nos um e-mail;
@ Divulgue seu blog no Educadores Multiplicadores
@ Seus comentários são reagentes para as nossas postagens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...