segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O que é um material cromado? Como é feito?

O que um material cromado? Como é feito?
O processo é denominado de Galvanoplastia ou Eletrodeposição. Não se iluda, muitas peças com brilho metálico são feitas de plástico e revestida com uma fina camada de crômio. Metais como crômio, níquel e ouro são muito resistentes a reações com agentes corrosivos presentes na atmosfera. Já o oxigênio, os sais e a umidade são um “veneno” para peças de ferro. Você já viu como os utensílios de ferro se estragam no litoral?


Por outro lado, enquanto o custo do ferro é baixo, o custo dos metais acima citados é muito alto. Como conciliar baixo custo com resistência à corrosão?

A solução encontrada pela indústria é a utilização de peças feitas com metais mais baratos, como o ferro, mas revestidos com finas camadas de metais mais resistentes à corrosão. Mais recentemente, a indústria tem produzido peças de plástico revestidas  com metal. Guardadas as proporções, é como construir um barco de papelão e encapá-lo com plástico para não desmanchar.

O processo de deposição de finas camadas sobre objetos pela passagem de corrente elétrica em uma solução eletrolítica é denominada de eletrodeposição ou galvanoplastia. O objetivo a ser revestido constitui o catodo numa solução cujo eletrólito tem como cátion o metal a ser depositado. Há casos nos quais o metal a revestir colocado no anodo, onde é oxidado para, posteriormente, ser depositado por redução no catodo.

Materiais cromados

Prata e ouro são muito utilizados para revestir joias feitas com metais mais baratos. A prata é também utilizada no revestimento de talheres. Níquel e crômio são muito utilizados em revestimentos de peças industriais e automotivas devido ao custo relativamente baixo, à grande resistência à corrosão e à beleza estética. No caso do crômio, a reação de redução que ocorre em meio ácido no processo de deposição é descrita pela reação:
Cr3O4 (aq) + 8H+ (aq) + 6e-   =  3Cr (s)  + 4H2O (l)
Texto adaptado do livro “Química Cidadã”, da editora FTD, vol. 3, ano 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

@ Para dúvidas e/ou sugestões envie-nos um e-mail;
@ Divulgue seu blog no Educadores Multiplicadores
@ Seus comentários são reagentes para as nossas postagens!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...